Indústria em Moçambique

0
552

Moçambique é um País em processo de revitalização da sua indústria, apresentando índices de produção industrial consideráveis.

Apesar dos vários fatores conjunturais nomeadamente, a subida dos preços dos combustíveis e queda do preço das exportações de matéria-prima, que têm contribuído de forma não muito favorável ao desenvolvimento industrial, a produção da indústria manufatureira cresceu de 70.8 mil milhões de Meticais (2014) para 89.4 mil milhões (2018).

Anualmente a indústria cresceu 9.4% (2015), 6.4% (2016), 0.3% (2017) e 6.7% (2018). A indústria transformadora é o terceiro sector que mais contribuiu no PIB, com uma participação média de 9.0% de 2014 a 2016 e uma contribuição de 8.6% no primeiro semestre de 2017.

No presente Quinquénio foram licenciadas 902 indústrias que criaram cerca de 16.145 postos de trabalho, com destaque para as cimenteiras, moagem de cereais, que agregam valor através do uso do calcário e cereais nacional.

O País tem registado um desenvolvimento e expansão do sector industrial, a destacar a entrada em funcionamento de empresas de grande e média dimensão (LIMAK – Maputo, Cimentos da Beira, Cimentos de Cabo Delgado, Cimentos Maiaia – Nacala, Coca-Cola (refrigerantes) – expansão, INALCA (processamento de carne) – Maputo; Pembe Mozambique (f. trigo), Martifer (estruturas metálicas) e Merec Nacala (f. trigo) em Nampula, G.S. Beverages (refrigerantes e água) – Zambézia, Grupo ETG (processamento de feijão boer e gergelim) em Nampula e Sofala, e Espiga D’ouro (Panificadora); Beleza (processamento de fibra sintética para obtenção de cabelos artificiais), Heineken (Cervejas) e Refinaria de Açúcar de Xinavane.

Características gerais

De uma forma geral, a indústria Moçambicana é muito subdesenvolvida; é uma indústria fundamentalmente manufatureira e dedica-se às atividades de extração e transformação de alguns recursos minerais e energéticos; é uma indústria ainda de poucos investimentos, de pouca investigação, de tecnologia simples e rudimentar; os principais tipos de indústrias localizam-se nas grandes cidades e centros urbanos. Os principais tipos de indústria são a extrativa e a transformadora.

Fatores da localização da indústria

  1. Fatores naturais: Existência de fontes de energia (petróleo, gás natural, carvão, eletricidade e outras fontes alternativas); Existência de matéria-prima; Abundância de água.
  2. Fatores socioeconómicos: Disponibilidade financeira (capital); Existência de mão-de-obra qualificada e em quantidade; Existência de mercado de consumidores; Existência de transportes e vias de comunicação; Conhecimentos científicos.

Atualmente a indústria localiza-se perto dos centros de investigação ou universidades.

Indústria é uma atividade económica que se dedica na transformação de matéria-prima em produtos elaborados ou semielaborados por meios mecânicos ou por um certo trabalho.

  1. Indústria Extrativa – dedica-se a exploração de recursos minerais (naturais) e produtos energéticos. Por exemplo: a mineração e exploração de madeira.

Indústrias extrativas e a sua localização geográfica:

  • Carvão– Tete, Manica e Niassa.
  • Bentonite– Maputo.
  • Cobre– Tete e Manica.
  • Bauxite– Manica, Tete, Zambézia e Niassa.
  • Mármore– Cabo Delgado.
  • Grafite– Cabo Delgado e Tete.
  • Granito e saibro – todas as províncias.
  • Sal– no litoral.
  • Asbestos– Manica, Zambézia e Tete.
  • Areias pesadas – Gaza e Nampula.
  • Gás natural – Inhambane (Pande e Temane) e Sofala (Búzi).
  • Feldspato– Zambézia, Manica, Tete e Nampula.
  • Tântalo– Zambézia, Tete, Manica e Sofala.
  • Petróleo– Bacia de Rovuma e Zambeze.
  • Columbite, berilo, pedras preciosas e caulino – Niassa, Manica, Tete, Zambézia e Nampula.
  • Mica– Sofala, Zambézia, Manica, Tete e Nampula.
  1. Indústria transformadora – é uma atividade que utilizando a matéria-prima bruta ou produtos semielaborados procede a sua transformação e fabricação de produtos elaborados. Por exemplo: o fabrico de automóveis, de vestuário, de calçado, etc.

A indústria transformadora divide-se em:

*      Indústria ligeira (indústria de bens de uso e consumo)

*      Indústria pesada (base e equipamento)

2.1- Indústria transformadora ligeira (de bens de uso e consumo): Transforma a matéria-prima bruta ou semielaborada em produtos acabados para o uso direto da população. Por exemplo: a indústria alimentar, de bebidas, mobiliária, calçado etc.

A distribuição da indústria ligeira em Moçambique

* Indústria de açúcar – Maputo e Sofala.

* Indústria alimentar e de bebidas – em todas as províncias, exceto.

* Indústria de calçado e outros artigos de vestuário – Maputo, Sofala, Manica e Zambézia.

* Indústria tabaqueira – Maputo, Sofala e Tete.

* Indústria de descaroçamento de algodão e desfibramento de sisal – Sofala, Cabo Delgado, Niassa e Inhambane.

A paisagem indústria de Moçambique localiza-se em: Maputo-cidade, Matola, Beira e Nampula.

2.2 – Indústria transformadora pesada ou de base e equipamento: É aquela que trata grandes quantidades de produtos brutos para transformação em produtos semielaborados de mais alto valor por unidade de peso, esses produtos não são de utilização final nem direta da população em geral.

No entanto, são utilizados por indústria e serviços. Por exemplo: a indústria siderúrgica, de produção de cimento, da metalúrgica, de produção de cimento, do material ferroviário, de máquinas agrícolas, etc.

Esta indústria também designada por indústria de base e equipamentos. Este tipo de indústria requer o seguinte:

*      Avultados investimentos;

*      Grande consumo de energia;

*      Volumosas instalações;

*      Ocupação de grandes espaços.

Distribuição da indústria pesada em Moçambique

  • Indústria de produtos minerais não metálicos – províncias de Maputo, Sofala, Nampula e Zambézia.
  • Indústrias químicas – província de Maputo, Sofala e Tete.
  • Indústrias metalúrgicas de base – província de Maputo.
  • Indústrias de materiais de construção – Cabo Delgado, Zambézia, Nampula, Niassa e Maputo.
  • Indústrias de construção de meios de transporte – Maputo, Sofala, Tete e Nampula.
  • Indústrias de pesca – Maputo, Inhambane, Sofala e Nampula
  • A importância da indústria para economia
  • Fonte de emprego
  • Fonte de aquisição de divisas na exploração
  • Processamento de matéria-prima para exploração
  • Produção de bens de uso e consumo.
  • Causas que explicam o fraco desenvolvimento industrial em Moçambique
  • Predomínio da exploração agrícola;
  • Fraca rede de vias de comunicação;
  • Forte dependência de capitais estrangeiros;
  • Tecnologia de fraca modernização;
  • Mão-de-obra pouco especializada;
  • Reduzida capacidade de poder de compra;
  • Carência em muitas áreas de recursos energéticos.

Estatísticas

O Banco Mundial lista os principais países produtores a cada ano, com base no valor total da produção. Pela lista de 2019, Moçambique tinha a 127ª indústria mais valiosa do mundo (US $ 1,3 bilhões).

O país foi o 9º maior produtor mundial de óleo de coco em 2018.

Alimentos; têxtil; vestuário; tabaco; química; bebidas (cerveja).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!