INTIC discute Transformação digital e o desafio da Segurança Cibernética  no moz tech

0
35

INTIC discute Transformação digital e o desafio da Segurança Cibernética  no moz tech

O Instituto Nacional de Tecnologias de Informação e Comunicação (INTIC) participa de 05 a 06 de Junho do corrente ano, do primeiro painel da 11ªedição da Expo Digital de Moçambique (moztech) que decorre de 05 a 07 de Junho na Arena 3D do grupo Soico na katembe, província de Maputo. O INTIC foi representado pelo PCA, Lourino Chemane.

Este painel, intitulado” transformação digital e o desafio da ciberseguranca”, foi moderado pelo jornalista da STV António Tiua, com a participação de três oradores, nomeadamente Lourino Chemane, Rogério Samo Gudo, PCA da MCNet e Emílio Jorge, Administrador Delegado da BCX Mozambique.

Lourino Chemane referiu que é importante a participação das pequenas e medias empresas na transformação digital e que o desafio da Segurança Cibernética é tarefa de todos.

As propostas de leis em curso   no INTIC , concretamente a Lei de Segurança Cibernética, a Lei de crimes cibernéticos e a lei de protecção de dados, vão promover a transformação digital,  permitindo que  as transacções económicas sejam feitas de forma segura. Chemane, acrescentou que o país foi convidado para aderir à convenção de Budapeste, tratado internacional sobre o cibercrime e a Segurança Cibernética  . “Com este instrumento teremos a cooperação internacional fortalecida, ajuda mútua e troca de experiências que nos permitirão responsabilizar os criminosos e proporcionar apoio para a transformação digital, melhoria do espaço cibernético e do quadro legal”- acrescentou Chemane.

No segundo dia, o INTIC foi representado pelo Director da Divisão de Segurança Cibernética e Protecção de Dados no INTIC, Eugénio

o Jeremias, orador no primeiro painel com o título, Segurança e Protecção de Dados no Sector Financeiro. Foram também oradores neste painel Marco Ferreira, da Vodacom, João Gaspar, Presidente da Associação das FintechN e Arafat Mohamed Bique da Associação Moçambicana dos Bancos.

Eugénio Jeremias mencionou que a sensibilização e a literacia digital são factores cruciais para que o cidadão e as empresas tenham conhecimentos para se precaverem dos cibercriminosos. ” É preciso que o cidadão seja sensibilizado e tenha consciência que a internet pode oferecer riscos e o sector financeiro precisa implementar mecanismos de segura para evitar golpes, extorsões e outros crimes praticados na internet”- disse Eugénio Jeremias.

O evento contribuiu também para fomentar a cultura tecnológica como pilar para o crescimento e desenvolvimento económico, para além de criar espaço de debate, interacção, troca de experiências entre os diferentes sectores da sociedade e proporcionar às instituições um espaço de networking e oportunidades de negócios. Estiveram no evento, figuras como Sua. Excia. O primeiro ministro Adriano Maleiane, com a participação do Ministro dos transportes e Comunicações Mateus Magala e o PCA do grupo Soico, Daniel David.

Fonte: INTC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!