Universidad Católica estreia contra o Cruzeiro, o favorito do grupo B

0
19

Será o primeiro confronto entre essas duas equipes pela Copa Sul-Americana, na qual o Católica participou em sete ocasiões e o Cruzeiro em seis.

O time equatoriano reconhece a oportunidade que terá, impulsionado pelo bom desempenho, com grande contundência no ataque e um aliado temido pelos brasileiros: os 2.850 metros acima do nível do mar em Quito.

A equipe dirigida pelo argentino Jorge Célico está no caminho certo na disputa da Liga Pro do Equador, com três vitórias e um empate, com média de três gols por jogo, fruto da proposta ofensiva, na qual sete de seus jogadores marcaram.

A força do Católica começa com o goleiro da seleção da Venezuela, Rafael Romo, respaldado pelo zagueiro argentino Fausto Grillo, o trabalho estratégico no meio-campo do argentino Facundo Martínez, apoiado por Kevin Minda.

A proposta de jogo amadurecida por Célico, busca que Jhon Jairo Cifuente e o panamenho Ismael Díaz sejam complementados pelo argentino Luciano Nieto e pelo peruano Kevin Quevedo, para criar superioridade numérica sobre a zaga adversária.

Com essa particularidade de jogo, a equipe da capital também tentará fazer valer sua condição de mandante contra o Cruzeiro, no qual joga José Cifuentes, um produto da base do Católica.

O Cruzeiro não terá Arthur Gomes e Juan Dinenno – que já marcou cinco gols no campeonato regional de Minas Gerais – e são os únicos titulares não incluídos para o jogo devido a desgastes musculares após a partida de ida contra o Atlético Mineiro no torneio regional.

O clube de Belo Horizonte conseguiu um empate em dois gols – um deles de Dinenno – contra seu oponente no sábado passado, e espera conquistar o título no domingo.

O argentino Álvaro Barreal é cotado como substituto de Gomes e Rafael Papagaio como o de Dinenno.

Entre as novidades estarão Vitinho e Kaiki, que atuará pela primeira vez na temporada, após se recuperar da lesão que sofreu com a Seleção no pré-olímpico.

No entanto, qualquer mudança pode ocorrer durante o jogo, devido à altitude.

Prováveis escalações:

Universidad Católica: Rafael Romo; Gregory Anangonó, Fausto Grillo, Gustavo Vallecilla, Layan Loor; Facundo Martínez, Kevin Minda, Luciano Nieto, Kevin Quevedo; Ismael Díaz e Jhon Jairo Cifuente.

Técnico: Jorge Célico.

Cruzeiro: Rafael; William, Neris, João Marcelo, Marlon; Lucas Romero, Lucas Silva, Mateus Vital, Matheus Pereira; Barreal e Rafael Elias.

Técnico: Nicolás Larcamón.

Árbitro: Ángel Arteaga, da Venezuela, assistido pelo paraguaio Juan López no VAR.

Estádio: Olímpico “Atahualpa”.

Fonte: Besoccer

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!