Militão volta a jogar 232 dias depois

0
21

O zagueiro do Real Madrid, Éder Militão, voltou a pisar num campo de jogo em uma partida oficial neste domingo, contra o Athletic Bilbao, 232 dias após sofrer uma ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo que o manteve afastado desde o primeiro jogo da liga.

Militão sofreu a lesão, coincidentemente, contra o mesmo adversário na primeira rodada do campeonato, em San Mamés.

O brasileiro viveu um domingo muito especial, como expressou ao meio-dia nas suas redes sociais com um vídeo do seu caminho para se concentrar com o restante dos seus companheiros. “Como sentia falta desses dias de jogos”, escreveu.

Militão recebeu a primeira ovação da sua torcida quando, pela primeira vez na temporada, seu nome foi anunciado pelo sistema de som do Santiago Bernabéu ao anunciar os reservas.

Apesar do tempo fora, e como Carlo Ancelotti já havia avisado antes, ele teve minutos. No entanto, foi quando a sua equipe já tinha uma vantagem no placar (2-0).

Três minutos de aquecimento na lateral do campo e Davide Ancelotti, filho de Carlo, o chamou aos 86 minutos para tirar o agasalho e voltar 232 dias depois. No entanto, a sua entrada em campo demorou ainda mais.

O jogo não parava, já nos acréscimos, e teve que ser Andriy Lunin quem, de propósito, chutou a bola para fora para que o seu companheiro pudesse entrar em campo.

“O joelho está bem, só falta o futebol e se acostumar a jogar em um campo grande e com os companheiros. Ele se recuperou muito bem”, explicou Ancelotti, com quem trocou um abraço caloroso antes de entrar em campo, na coletiva de imprensa antes da partida contra o Athletic.

Além disso, o italiano demonstrou confiar nele ao não descartá-lo como titular para o jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões contra o Manchester City, em 9 de abril. Até lá, o Real Madrid não tem nenhum compromisso.

Fonte: Besoccer

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!