PMA apoia iniciativa de nutrição que beneficiou mais de 32 mil na Guiné-Bissau

0
14

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, implementará um projeto de nutrição que pretende fazer uma cobertura completa da ação do governo na Guiné-Bissau na sequência de uma troca da dívida de US$ 6,7 milhões com a Espanha.

Autoridades espanholas anularam US$ 5,3 dos 12 milhões da dívida da Guiné-Bissau, caso o país africano invista o valor restante no apoio à prevenção e ao tratamento da desnutrição implementados pela agência da ONU.

Conversão de dívida

Uma delegação espanhola avaliou recentemente o progresso da iniciativa. Três centros de saúde foram visitados na região de Oio, que apresenta índices de atraso de crescimento mais críticos, com 36,8%, e onde os níveis de desnutrição aguda chegam a 6,6% em crianças menores de cinco anos.

Nas regiões de Bafatá e Gabu, o pico da prevalência é de 31,6 e 30,5 pontos percentuais. A situação nutricional é considerada deficiente, de acordo com a   classificação da Organização Mundial da Saúde, OMS. 

A irmã Valéria Amato é responsável do Centro Sanitário Madre Caterina Troiani no setor de Nhacra, norte da Guiné-Bissau. Ela vê “esperança e satisfação da comunidade beneficiária” pela ação.

“O nosso povo precisa mais do que nunca, sabemos porque estamos nesta luta. Então, podemo-nos sentir mais aliviados e o povo, sobretudo os grupos vulneráveis como mães, crianças acometidos pelo HIV, com desnutrição e outros problemas, poderão vir a ser beneficiados. Isso nos dá grande consolo.”

A irmã Valéria Amato é responsável do Centro Sanitário Madre Caterina Troiani no setor de Nhacra, norte da Guiné-Bissau
PMA

A irmã Valéria Amato é responsável do Centro Sanitário Madre Caterina Troiani no setor de Nhacra, norte da Guiné-Bissau

Crianças e Mulheres

O programa presta apoio aos necessitados abordando questões de nutrição e segurança alimentar, especialmente em crianças. Muitas famílias guineenses não têm condições para dar alimentação adequada aos filhos. Apenas 32% da população têm acesso a uma alimentação saudável e nutritiva.

Entre as ações previstas pela iniciativa estão transferências em dinheiro a mulheres, meninas grávidas e novas mães que frequentam consultas pré e pós-natais. 

O projeto deverá também sensibilizar estes grupos sobre práticas de alimentação de bebês e crianças na implementação do Programa da Gestão Comunitária de Desnutrição Aguda. 

O ministro guineense da Saúde Pública, Domingos Malú, disse que a ideia é apoiar os esforços do governo para atingir as seis prioridades globais de nutrição da OMS.

HIV/Aids e Tuberculose

“Não é demais fazer seguimento àquilo que é execução, é nesta perspectiva que saímos em conjunto para vir as localidades e ver como é que são aplicados os fundos e como aquilo que é alocado é recebido pelos beneficiários. Constatamos enormes dificuldades, ainda há uma necessidade do engajamento do Estado da Guiné-Bissau.”

O projeto de nutrição do PMA cobrindo cinco regiões e Bissau atua desde 2022 na prevenção da desnutrição aguda em mulheres, crianças e pessoas vivendo com HIV e tuberculose. A iniciativa também oferece cuidados pré-natais. 

Em 2023, um total de 31.843 crianças e 607 mulheres foram assistidas pela iniciativa. 

Mulheres pescam no rio na Guiné-Bissau.
UNDP Guinea Bissau

Mulheres pescam no rio na Guiné-Bissau.

Impacto na vida das pessoas

Dados recentes indicam que 23% das pessoas vivendo com HIV, ou 3% da população do país, estão desnutridas. Nos pacientes com tuberculose, a cifra é de 43%. A insegurança alimentar afeta um quinto dos pacientes com as duas condições.

O PMA elogiou “o apoio de Espanha e a liderança do governo guineense” em implementar o projeto e destacou a atuação conjunta para tornar mais eficientes as mudanças com impacto na vida dos beneficiários.  

A agência atua com o Fundo da ONU para a Infância, Unicef, em ações comunitárias de nutrição, água e saneamento em escolas e unidades de saúde em apoio a crianças menores de cinco anos e em idade escolar, além de mulheres grávidas e lactantes.

Fonte: ONU

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!