Opas e Banco Mundial lançam projeto para fortalecer resposta a pandemias na América do Sul

0
21

A Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, e o Banco Mundial lançaram uma iniciativa para melhorar a resposta a pandemias em sete países da América do Sul.

Com uma doação de quase US$ 17 milhões do Fundo contra Pandemias, o projeto se concentrará na otimização dos sistemas de vigilância e de laboratório nas regiões fronteiriças da Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Uruguai.

Pandemia de Covid-19 afetou de forma desproporcional os negócios das empresas micro, pequenas e médias
OIT/K.B. Mpofu

Pandemia de Covid-19 afetou de forma desproporcional os negócios das empresas micro, pequenas e médias

Bacia Amazônica

A iniciativa busca melhorar a detecção precoce, caracterização e resposta a doenças zoonóticas emergentes que podem desencadear uma pandemia, com foco em comunidades rurais e remotas na Bacia Amazônica.

Essas áreas enfrentam desafios únicos, incluindo uma biodiversidade com alto potencial para o surgimento de patógenos que podem provocar epidemias ou pandemias, como reservatórios animais ou vetores de doenças.

O diretor da Opas, Jarbas Barbosa, afirmou que o projeto representa um passo crucial em direção a uma preparação mais robusta para ameaças epidêmicas e pandêmicas na Bacia Amazônica

Ele avalia que ao fortalecer a capacidade de detectar patógenos com potencial epidêmico e implementar sistemas de vigilância e alerta precoce para doenças emergentes e reemergentes, comunidades em situação de vulnerabilidade em áreas fronteiriças ficam protegidas, reduzindo o impacto de futuras pandemias nas Américas.

2,4 milhões de beneficiados

A expectativa é de que, nos próximos três anos, a iniciativa beneficie mais de 2,4 milhões de pessoas, incluindo comunidades indígenas, não indígenas e ribeirinhas.

As atividades se concentrarão em fortalecer a vigilância de alerta precoce, modernizar e aumentar a eficiência dos laboratórios e promover a coordenação regional para uma resposta pandêmica mais eficaz e colaborativa.

A abordagem da “Saúde Única”, defendida pela Opas, foca nas interconexões entre saúde humana, saúde animal e meio ambiente. Essa estratégia permite atividades abrangentes e sustentáveis para enfrentar ameaças à saúde pública.

O evento de lançamento da iniciativa contou com a participação virtual de representantes dos Ministérios da Saúde, Agricultura e Meio Ambiente dos sete países envolvidos.

O Fundo contra Pandemias, estabelecido em 2022 e lançado formalmente em novembro de 2023, é o primeiro mecanismo de financiamento multilateral dedicado a fornecer subsídios plurianuais para ajudar países de baixa e média renda a se prepararem melhor para futuras pandemias. Em sua primeira rodada de alocações de financiamento, o Fundo aprovou subsídios para 37 países em todo o mundo.

Fonte: ONU

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!