Estudo revoluciona tratamento do HIV com injecção semestral

0
19

UMA injecção semestral de um novo medicamento de profilaxia pré-exposição mostra-se capaz de oferecer às mulheres jovens protecção total contra a infecção pelo HIV, de acordo com os resultados de um ensaio clínico na África do Sul e Uganda.
De acordo com Linda-Gail Bekker, professora de medicina e vice-directora do Desmond Tutu HIV Centre, no Instituto de Doenças Infecciosas e Medicina Molecular da Universidade da Cidade do Cabo, a injecção de lenacapavir de seis meses fornecia melhor protecção contra a infecção pelo HIV do que outros dois medicamentos, ambos comprimidos diários – todos são medicamentos de profilaxia pré-exposição (PrEP).
Num artigo na publicação ‘The Conversation’, a especialista indicou que o estudo ‘Purpose 1’, com cinco mil participantes, foi realizado em três locais do Uganda e 25 da África do Sul para testar a eficácia dos medicamentos.
O lenacapavir (Len LA) é um inibidor de fusão capsídeo, que interfere no capsídeo do HIV, uma capa de proteína que protege o material genético do HIV e as enzimas necessárias para a sua replicação. E o que estava em questão? O primeiro era se uma injecção semestral de lenacapavir era segura e proporcionaria melhor protecção contra a infecção pelo HIV como PrEP para mulheres entre 16 e 25 anos do que o Truvada F/TDF, um comprimido diário de PrEP amplamente utilizado e disponível há mais de uma década. (Executive Diggest)

Fonte: Jornal Noticias

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!