Emprego teve crescimento moderado, preços com certo alívio no I trimestre – PMI Standard Bank

0
28

Apesar de uma subida mais forte da produção, o crescimento do emprego foi bastante moderado no final do segundo trimestre, isto conforme indica o estudo de conjuntura PMI do Standard Bank Moçambique.

Os dados mais recentes mostraram apenas um aumento ligeiro no número global de funcionários. Ao mesmo tempo, as empresas assinalaram um aumento das suas encomendas em atraso pela primeira vez em quatro meses e o aumento mais acentuado desde Abril de 2021.

No que diz respeito aos preços, os dados do inquérito de Junho indicaram um certo alívio para as empresas moçambicanas. Os custos gerais dos meios de produção subiram ao ritmo mais lento na actual tendência de inflação dos últimos cinco meses. Isto deveu-se a um menor aumento dos custos de aquisição, assim como a uma quase estabilização dos salários. No entanto, foram também comunicados aumentos dos preços dos materiais, dos custos de combustível e dos encargos com fornecedores.

Em contrapartida, os preços médios cobrados pelas empresas moçambicanas subiram ao nível mais acentuado desde Agosto do ano passado, apesar de apenas a um ritmo ligeiro, de modo geral. As empresas comunicaram esforços para aumentar as margens e transferir os aumentos dos custos para os clientes.

Em Junho, as expectativas de produção, apesar de se manterem firmemente positivas, caíram para o seu nível mais baixo desde Fevereiro de 2023. Cerca de 37% das empresas inquiridas prevêem uma expansão da produção ao longo do próximo ano, com referências ao desenvolvimento empresarial, crescimento das vendas, melhorias na qualidade e expansão para mercados estrangeiros.

Fáusio Mussá, economista-chefe do Standard Bank Moçambique, comentando as constatações do inquérito, afirmou que “apesar destas melhorias, o sub-índice de expectativas empresariais futuras diminuiu para 68,2, o valor mais baixo dos últimos 16 meses, indicando que a produção poderá crescer a um ritmo mais lento.

Recorda Fáusio Mussá, que, “ afinal de contas, apesar de o Banco de Moçambique ter reduzido a taxa de juro directora, a taxa MIMO, num total de 225 pontos base desde o início do ano, para o nível actual de 15%, com a taxa de juro prime de financiamento a descer de 23,5% em Janeiro para o actual nível de 21,2%, o que indica que em termos reais (taxa de juro nominal menos inflação) as taxas de juro se mantêm elevadas, considerando uma taxa de inflação homóloga de 3,1%, observada em Maio”.

Segundo Fáusio Mussá, aliado aos coeficientes elevados de reservas obrigatórias, à oferta intermitente de moeda externa e a pressões fiscais persistentes, está a restringir o crescimento da economia excluindo o sector extractivo.

Efectivamente, o crescimento do crédito às empresas contraiu em -16,2% em termos homólogos em Abril, a contracção mais rápida registada desde Novembro de 2011, o que se traduziu numa contracção do crédito à economia de -7% em termos homólogos em Abril, depois dos -5,6% em Março. 

Com isso, sustenta o Economista-Chefe do Standard Bank, “baixámos a nossa previsão de inflação para o final de 2024 para 5,1%, em termos homólogos, de 5,9%, considerando a estabilidade do metical e a manutenção de condições de financiamento apertadas”.

Com base nesses dados o Standard Bank mantem as suas previsões de desaceleração do crescimento do PIB para 4,6% em termos homólogos este ano, em comparação com os 5,4% em termos homólogos observados em 2023.

Fonte: O Económico

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!